Terapias Holística

Terapia holística é o nome dado a qualquer terapia que siga os princípios gregos do holismo, ou seja, que aborda o problema a ser tratado como um todo, não através de uma visão fragmentada do real. Segundo o holismo, o corpo é um organismo interligado e não deve ser entendido e subdividido em partes independentes.

A abordagem holística acredita que os elementos emocionais, mentais, espirituais e físicos de cada pessoa formam um sistema, e objetiva tratar de toda a pessoa em seu contexto, concentrando-se tanto na causa da doença como em seus sintomas.

O terapeuta holístico sempre entende que, qualquer problema que aflija um paciente ou cliente a procura de uma consulta é ocasionado por uma desarmonia do todo integrado, e a terapia holística tem por objetivo resgatar o equilíbrio deste indivíduo.

Para tal, este profissional pode utilizar de diversos métodos e abordagens, como por exemplo:

  • Psicoterapia
  • Aromaterapia
  • Cromoterapia
  • Florais de Bach
  • Florais de Saint Germain
  • Reiki
  • Mesa Radiônica

 

O histórico da terapia holística ao longo dos anos

Hipócrates, o médico e filósofo grego que foi o pai da medicina ocidental, gostava de repetir enquanto cuidava de seus pacientes que “o homem é uma parte integral do cosmo e só a natureza pode tratar seus males”. Com isso, ele queria mostrar que as causas da doença eram naturais, e não punições divinas como se acreditava até então, e que o equilíbrio e a saúde do corpo estão diretamente ligados ao ambiente em que vivemos.

Essa mesma frase voltou a soar atual nos últimos anos, ao mesmo tempo em que ocorre uma popularização dos métodos alternativos à mesma medicina ocidental que Hipócrates fundou.

A partir do século 17, quando as ideias do filósofo René Descartes começaram a influenciar a ciência, os tratamentos médicos passaram a ver o corpo humano como uma máquina em que cada parte tinha uma função específica e independente.

Para Descartes, entendendo-se cada uma das partes, entende-se o todo. Simples assim. A medicina moderna, esquecendo o conselho de Hipócrates e o que vinha a ser a terapia holística, ergueu-se sobre esse pressuposto e ainda está bastante apoiada nele. Hoje, a teoria de Descartes já não faz muito sentido. A ciência mais que provou a intrínseca relação entre mente e corpo e suas consequências para a saúde humana. Também está claro que isolar uma parte do corpo e desconsiderar o resto é receita segura para efeitos colaterais inesperados.

No enfoque holístico a doença do corpo físico é apenas, e tão somente, o reflexo ou a somatização das desarmonias já existentes nos corpos energéticos e emocionais. Assim sendo, o tratamento holístico visa tratar não apenas dores ou desajustes do corpo físico, ou seja, não somente o efeito, mas busca detectar a origem do males e tratá-los, para que assim deixem de existir não somente os males mas também as causas que os provocam.